A Politicagem brinca com os sentimentos de cidadãos clamando por atendimento médico

Acredite, prezado leitor, em mais de seis anos no governo municipal, o prefeito de SãoGotardo Seiji Sekita não conseguiu realizar sequer uma obra de peso na cidade, mas é persistente no continuísmo de solapar as esperanças da população. Ele acaba de vir a público para anunciar mais uma decisão esdrúxula lastreada em fantasiosas promessas antigas . E, por sinal, muito perigosa! Diz que as verbas destinadas à construção do Hospital Regional projetadas em 2012 não são mais suficientes. Declara também que, por causa disso, “vai abrir nova licitação com reajustes de valores e recontratação de outra construtora”. Muito estranho! Afinal, contratar nova empresa por qual motivo se não existe verba para a obra, a prefeitura está quebrada e o Ministério da Saúde também? E porque reajustes de preços se, por conta desses mesmos problemas de atraso acumulados desde 2012, o projeto acabará sofrendo novas revisões de custos mais à frente se algum dia for iniciado? Muito estranho mesmo esse anúncio.

CÂMARA MUNICIPAL VAI FISCALIZAR?

A Câmara Municipal precisa ficar atenta, apesar de que os 13 vereadores, sem exceção, se submetem ao mandatário como se cordeirinhos fossem, sem qualquer oposição.! E ele ainda teve a cara de pau de justificar, em reunião no Hospital Municipal, que todos os problemas do projeto “foram apenas um contratempo que não compromete a realização da obra. Outra pergunta: Quanto dinheiro já foi queimado lá sem que a cara do hospital seja mostrada?

Muito bem plantado nos corações e mentes dos moradores , o fantasioso projeto do Hospital Regional de São Gotardo, que englobaria assistência médica aos pacientes das cidades vizinhas, ajudou a eleger o atual prefeito por duas vezes. E tudo indica que a mentira, a apenas dois anos do próximo pleito, continuará alimentando seus discursos de palanque!

Sim, em 2012, depois de se eleger sob a promessa de erguer a obra, Seiji Sekita ainda garantiu que ela seria inaugurada em agosto de 2014. Pois bem! Seu mandato terminou e nem sequer um tijolo foi descarregado no canteiro de obras, na avenida Paulo Shimada, terreno da própria prefeitura. Apesar disso, o mandatário não sentiu o menor rubor no rosto de, no pleito de 2016, subir novamente no palanque e usar os mesmos artifícios eleitoreiros de enganação. O povo acreditou mais uma vez e o reconduziu ao cargo. Tudo isso sem contar que sua administração não realizou sequer uma obra de monta, a não ser as denúncias de irregularidades ena pasta de Saúde. Registre-se que o sistema de saúde municipal foi completamente sucateado. Já se passaram mais de dois anos dessa nova promessa e nada de hospital.

POVO PRECISA SABER A VERDADE

Em dezembro último, esse site Centroesteurgente esteve no local da suposta obra e constatou que na área coberta com tapumes e placas do Governo nunca se descarregou um caminhão de tijolos. E mais, que a empreiteira contratada,a Santa Bárbara Engenharia, estava completamente falida coberta de dívidas na praça e inabilitada para participar de concorrências perante órgãos públicos. Então, por qual razão ela se encontrava em São Gotardo? Por essa ocasião, o então presidente da Câmara Municipal, vereador Gilberto Ganga, aliado do prefeito japonês para o que der e vier, engrossava a falsidade de que o Ministério da Saúde havia dado sinal verde para início ao projeto e que empresários locais haviam,inclusive, doado um aporte de R$ 1.200 milhão. Grotesca empulhação, a mesma falta de respeito. Os políticos de São Gotardo estão brincando com os sentimentos de cidadãos desesperados, famílias inteiras ora abandonadas na área de saúde e que apostaram nesse projeto….!

Como se verifica, o prefeito petista, no mesmo molde do estelionato eleitoral da sua companheira Dilma, já deu início a mais um conto da carochinha , mirando engalopar o eleitorado que sempre teve esperança de ver na cidade um hospital de referência..

Facebooktwittergoogle_pluspinterestlinkedinmail
rss