A Praça dos Três poderes hoje submetida às voluntariedades de organizações criminosas disfarçadas de Estado é uma cópia fiel do gangsterismo do Rio de janeiro onde quadrilhas de narcotraficantes, também agindo às sombras, impuseram o poder celerado nos morros e estenderam sua influência ao Palácio Laranjeiras e a toda a população subvertendo a ordem natural dos valores em que essa unidade federativa se capitula e vira refém de interesses sórdidos mirados no enriquecimento a qualquer custo. Sem a presença do poder público, os cidadãos se curvam indefesos a uma aristocracia criminosa com tentáculos nos governos locais. Explica-se, agora, o sucesso do populismo de Sérgio Cabral apoiado em Lula e Dilma, de consequências avassaladoras. Os mesmos absurdos se repetem em Brasília onde o Palácio do Planalto, as duas Casas do Congresso Nacional e a Suprema Corte se encontram aprisionados a um sistema corrupto como jamais se viu num Estado supostamente oficial, mas que se comporta nos mesmos moldes do regime bandido que devasta o estado carioca.. A população brasileira, se ainda não perdeu a dignidade, terá de decidir se continua subserviente e agradecida recebendo migalhas ou se reage restabelecendo o Estado de Direito há muito só exercido em favor dos poderosos.

Facebooktwittergoogle_pluspinterestlinkedinmail
rss