(Vejam o vídeo, vale a pena)

O passado ainda se faz presente nas barrancas do Rio Indaiá, próximo ao Distrito de vila Funchal, “Gordura”, município de São Gotardo, no Centro-Oeste mineiro. É quase inacreditável, mas nesta região de fundões montanhosos o carro de boi ainda é realidade indispensável nas atividade diárias dos poucos habitantes . Nesta época do ano, mesmo nas cabeceiras, o Indaiá mal dá condições de vau, mas um desses meios de transportes puxado por disciplinada parelha de animais obedientes ao comando do seu guia é lançado contra as águas barrentas após retornar de uma festiva homenagem a São Sebastião, padroeiro do município, na igrejinha do “Gordura. Observe-se que a boiada não sente o menor temor da correnteza, de tão habituada. Em tempo chuvoso, quase impossível ao tráfego de veículos automotores, o rude meio de transporte procedente do da vizinha cidade de Serra da Saudade serviu para levar oferendas ao santo a quem os agricultores dedicam fiel culto religioso.

Facebooktwittergoogle_pluspinterestlinkedinmail
rss