Dores do Indaiá, município de população em franca regressão estimada em 13.700 habitantes, vivencia cenário de quase total abandono como se comunidade perdida no sertão do Alto São Francisco, carente dos mais elementares serviços públicos, recaindo o peso do dramático cenário principalmente sobre a população mais sofrida cujos parentes mortos são enterrados em outras cidades pelo fato de o cemitério local estar com a capacidade esgotada. Vejam, abaixo, as inúmeras ausências de assistência pública locais, cuidadosamente anotadas por uma leitora do jornal Tribuna do Povo:

* Nao tem veículo exclusivo para pacientes de hemodialise
* Nao tem veiculo exclusivo para atender pacientes de câncer
* Nao tem tira reagentes todo mês para atender pacientes diabeticos
* Nao tem medicamentos básicos gratuitos e muito menos de alto custo para atender doentes
* Nao tem exames basicos gratuitos
* Nao tem mamografias gratuitas
* Nao tem ultrassom vaginal gratuito
* Nao tem medicos exclusivo para atender o plantao da santa casa
* Nao tem quebra mola na porta da Escola Municipal Irma Luiza de Marilac
* Nao tem veiculo proprio para a coleta de lixo
* Nao tem creche proinfancia pras criancas
* Nao tem praca de lazer para os bairros sao jose e aeroporto
* Nao tem oportunidade de trabalho para grande parte da populacao carente
* Nao tem aumento de salario pra professores
* Nao tem canil nem gatil
* Nao tem academia na praca no bairro aeroporto e muito menos no bairro sao jose
* Nao tem nutricionista gratuita
* Nao tem psicologos e psiquiatras suficientes para atender a necessidade da populacao
* Nao tem reparo daquele buracao no bairro sao jose que continua engolindo casas
* Nao tem investimento para a classe trabalhadora feirantes
* Nao tem capela velorio municipal
* Nao tem casinhas do DER
* Nao tem nem o minimo de investimento na Biblioteca Municipal
* Nao tem cirurgias basicas gratuitas em tempo util e muito menos cirurgias emergenciais
* Nao tem fiscalizacao de lotes invadidos por mato colocando em risco a saude da populacao
* Nao tem horario de atendomento integral na prefeitura para suprir as necessidades da populacao
* Nao tem festas das panelinhas incluindo os demais funcionarios e subalternos
* Nao tem asfalto em grande parte das ruas e segundo o tribunal de contas do estado de minas gerais ja deveriam todos estarem concluidos
* Nao tem equipamento de seguranca pros garis e coletores de lixo
* Nao tem aumento de salario para garis e coletores de lixo
* Nao tem grade de protecao na fonte do povo
* Nao tem capacidade pra tirar o jacare e vao aguardar outra tragedia. (O feroz jacaré no lago do parque municipal Sapolândia)
* Nao tem banheiros em funcionamento na rodoviaria da cidade
* Nao tem investimento no meio ambiente
* Nao tem investimento em recurso hidrico
* Nao tem fraudas descartaveis pra idosos e muito menos deficientes e portadores de incontinencia urinaria
* Nao tem isencao de IPTU pra idosos e portadores de cancer

Facebooktwittergoogle_pluspinterestlinkedinmail
rss