A imagem pode conter: 4 pessoas, óculos, atividades ao ar livre e close-upForasteiros naturais do Paraná, os três irmãos japoneses da família Sekita, Seiji, Makoto e Tamil, coronéis mandantes da política de São Gotardo, deram caráter mercantil de interesse pessoal à eleição para o governo de Minas, menosprezando o sentimento nativista da bandeira do Alto Paranaíba, pelo que rejeitaram o candidato Romeu Zema filho da região nascido ali pertinho, em Araxá. E não pensaram duas vezes quando dividiram os eleitores, como se numa partilha de gado no curral, com os candidatos Pimentel e Antânio Anastasia. Os votos a Pimentel ficaram a cargo do também prefeito petista Seiji Sekita e os de Anastasia sob o comando de Makoto e Tamil. Mas o castigo veio a cavalo. A população se rebelou contra as orientações dos ditos chefes e votou maciçamente em Zema, no primeiro turno, eliminando o corrupto Pimentel, enquanto jurava que, na segunda fase, o suplício seria em dobro a golpes de chibatada das urnas. E foi o que aconteceu. Na leitura dos resultados, ontem, Zema ficou com 87 % dos votos ou 13.307 contra apenas 1.950 de Anastasia, 12,78%. Na Disputa ao Planalto, Bolsonaro teve mais do dobro de votos que Fernando Haddad, 11.669 contra 4.978. . O petista não deixou de ser premiado dado o grande número de lucomunistas na cidade e de beneficiários do Bolsa Família.

Facebooktwittergoogle_pluspinterestlinkedinmail
rss