A história vem sendo implacável na descrição brasileira sobre suas lideranças de esquerda, todas enlameadas na sendas do crime. Primeiro, foi o próprio líder principal de tais forças, o ex-presidente Lula. Agora, chegou a vez do imediato, Zé Dirceu, retornar, em definitivo, a Curitiba. Desfecho que pode se dar semana que vem. Nesta próxima quinta, o TRF-4 julga os embargos de sua defesa. Como se trata de Corte eficiente onde réus culpados não têm vez, o acusado conhecido pelos fanáticos vermelhos pelo codinome de “guerreiro do povo brasileiro” deverá ser reconduzido a uma cela no mesmo prédio da PF onde está enclausurado seu chefe .

Facebooktwittergoogle_pluspinterestlinkedinmail
rss