(EXCLUSIVO) – O  juiz Ademir Bernardes de Araujo Filho, do Forum de São Gotardo, no Alto Paranaíba, acolhendo parecer favorável do Ministério Público, decretou  a quebra de sigilo da conta bancária n° 22678-4 aberta na Caixa Econômica Federal pelo prefeito Seiji Eduardo Sekita para bancar pagamento considerado fraudulento de salário ao suposto consultor técnico de saúde hospitalar Manuel Bibiano de Carvalho Neto, prefeito cassado na cidade de Iguatama/MG e proibido, por isso mesmo, de ser contratado pelo serviço público.

CPI, a partir de agora, centrada nas supostas atividades escusas de Manuel Bibiano

CPI, a partir de agora, centrada nas supostas atividades escusas de Manuel Bibiano

Na sua decisão, o magistrado concedeu 10 dias de prazo à instituição financeira para entrega de todos os extratos bancários do período compreendido entre os meses de janeiro a dezembro de 2013 bem como a microfilmagem dos cheques emitidos e compensados da referida fase, além dos dados cadastrais.

Nas fundamentações do deferimento proferido dia 30 último, Ademir Bernardes assim explicitou: “o interesse público relevante e os indícios da prática de atos ilícitos encontram-se patentes no bojo dos autos ante o objeto das investigações efetivadas pela Comissão Parlamentar de Inquérito sobre fatos praticados pela alta cúpula da Administração Pública municipal de São Gotardo envolvendo dinheiro público, consistente em um suposto esquema de contratação simulada de agentes impedidos de transacionar com o Poder Público, utilizando-se, para tanto, de verbas municipais obtidas dos salários de servidores”.

O decreto do Judiciário transcorre dentro dos trabalhos da Comissão Investigadora da  Comissão Parlamentar de Inquérito criada pela Câmara Municipal, em 19/11/013, e aprovada por  unanimidade. Logo em seguida, devidamente representada pelo seu então presidente, Claudionor Aniceto, foi ajuizado, no Forum, o pedido pela  quebra de sigilo bancário da conta nº 22678-4, agência 1820, da Caixa Econômica Federal e solicitando os extratos bancários do período compreendido entre os meses de janeiro a dezembro de 2013..

Ficou apurado que o ex-prefeito cassado, de Iguatama, Manoel Bibiano de Carvalho Neto, por muitos considerado um falso consultor técnico,  manteve vínculo com o município de São Gotardo, por cerca de 06 meses, ao prestar serviços na área de saúde. Não obstante, encontrava-se impedido de contratar com o Poder Público ou receber incentivos fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente, ainda que por intermédio de pessoa jurídica de que seja sócio, até a data de 10.03.2013.

Na vida de Sekita sempre o fantasma aterrador de Bibiano

 Sekita: sempre o fantasma de Bibiano

Ante a impossibilidade de sua contratação, bolou-se o  esquema fraudulento de captação de recursos para o seu pagamento pelo qual funcionários comissionados (de confiança) eram forçados a devolver metade ou mais de seus salários, operação  esta que ficou conhecida pelo nome de “Mensalão São Gotardo”.

Dia 17 próximo, encerra-se o prazo para conclusão da CPI que, normalmente, tem de ser cumprida em três meses.  Os dias não úteis (recesso legislativo) consumiram grande parte do seu espaço e, por causa disto, a Comissão Investigadora vai requerer à presidência da Casa mais um período de 45 dias. 

Nesta semana ora se iniciando, os trabalhos consistirão em rigorosa investigação na área de saúde através de contabilidade e perícia em  documentos, licitações para compra de remédio, material e contratos de médicos, envolvendo  todo o  ano de 2013, mas, principalmente, o primeiro semestre dentro do qual se deu a gestão do suposto consultor técnico hospitalar Manuel Bibiano de Carvalho e sua filha Nádia.

Facebooktwitterpinterestlinkedinmail
rss